Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Abdib defende superávit primário com melhoria no gasto público

27.03.2006 | | ABIFER News

“Sem melhoria do gasto público, não há como o Estado fazer o País crescer fortemente”, afirmou o presidente da Abdib, Paulo Godoy,O presidente da Abdib, Paulo Godoy, defendeu um choque de qualidade no gasto público federal e a manutenção do superávit primário – diferença entre as receitas e gastos do governo federal, antes do pagamento de juros da dívida interna – como pilar fundamental para a queda acentuada dos juros em longo prazo e estabilização da economia. No entanto, ressalvou que a economia de recursos para o pagamento dos juros da dívida devem ser feitos a partir de cortes nos dispêndios de custeio e previdenciários, e não nos investimentos públicos. “Sem melhoria do gasto público, não há como o Estado fazer o País crescer fortemente”, afirmou. O discurso foi feito na contramão do tema proposto na mesa do seminário “Caminhos do Crescimento”, organizado pela Câmara dos Deputados, em Brasília, entre 15 e 16 de março, da qual o presidente da Abdib participou. Como indutor ao debate, o superávit foi sugerido, pela organização do evento, como um fator de “constrangimento ao investimento em infra-estrutura” e um “inibidor” ao crescimento. Para Godoy, que participou do painel de debates ao lado dos economistas Demian Fiocca (BNDES) e Fernando Cardim (UFRJ), os investimentos em infra-estrutura, hoje, representam somente cerca de 0,5% de todo o orçamento federal e, ao mesmo tempo, o Estado brasileiro não atua com determinação na consolidação do arcabouço regulatório e no estabelecimento da segurança jurídica para que seja possível atrair capital privado em um volume condizente com as necessidades da economia.