Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Aeroporto de Guarulhos terá monotrilho ligando a CPTM aos terminais de passageiros

15.01.2021 | | Notícias do Mercado

O Aeroporto de Guarulhos terá (finalmente) um monotrilho ligando a Linha 13-Jade (Aeroporto-Guarulhos – Engenheiro Goulart) da CPTM aos terminais de passageiros. O “people mover” terá 2,6 km de extensão, com capacidade de transportar 2.000 passageiros por hora pelas quatro estações entre os três terminais de passageiros e a estação de trens da CPTM.

O monotrilho transformou-se numa solução paliativa após a GRU Airport impedir a implantação do projeto original da Linha 13-Jade, que previa que a estação “Aeroporto Guarulhos” ficasse em frente ao estacionamento do Terminal 2, de onde seria possível caminhar até o terminal.

A estação “Aeroporto Guarulhos” atualmente fica do outro lado da rodovia Hélio Smidt, a mais de 2 km de distância dos terminais, e quem desembarca dos trens precisa pegar um ônibus para chegar até eles.

O projeto de ligação dependia de uma negociação entre a concessionária do Aeroporto (GRU Airport, controlada pela Invepar) e o governo federal, dono do contrato, articulação que foi priorizada pelo Governador João Doria por meio do Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

“Com mais essa ação poderemos aumentar expressivamente o volume dos passageiros que há mais de dois anos precisam realizar este trajeto por meio de ônibus e agora vão contar com um transporte ágil e eficiente. Uma obra que não custará nada ao estado de São Paulo e que irá atender a quem vive em São Paulo e a todos que utilizam o maior aeroporto da América Latina”, disse Baldy.

O trâmite para alteração do contrato de concessão da GRU Airport levou mais de um ano, devido à mudança que envolve o pagamento da outorga pela concessionária. O termo de autorização que foi assinado no dia 26/11/2020 pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, e enviado a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), incluiu a construção do monotrilho leve entre as obrigações da concessionária do aeroporto.

Há rumores sobre dois concorrentes favoritos para a execução da obra: a Doppelmayr, fabricante austríaca especializada em teleféricos de turismo, e o consórcio brasileiro AeroGRU, formado pelas empresas Aeromóvel, HTB, FBS e TSEA.

No projeto proposto, que ainda pode ser revisado pela GRU Airport, o passageiro que chegar à estação Aeroporto da CPTM atravessará uma passarela já existente e embarcará no monotrilho leve. O veículo terá três paradas, uma em cada um dos terminais do aeroporto.

Segundo o mapa apresentado pelos governos federal e estadual, a estação do Terminal 1 deverá ficar na área onde hoje ocorre o embarque e desembarque de veículos. No Terminal 2, a parada deverá ser entre as alas A e B. Já no terminal 3, a estação deverá ficar próxima ao prédio do estacionamento do aeroporto.

Previsão de Entrega

O governador de São Paulo, João Doria, chegou a prometer no ano passado que as obras do monotrilho começariam em setembro de 2019 e que ficariam prontas em apenas 18 meses, ou seja, o sistema estaria disponível aos passageiros em março de 2021. Agora a expectativa é que as obras comecem no primeiro semestre de 2021, caso a GRU Airport celebre o contrato com a empresa escolhida nas próximas semanas.

O projeto do people mover atrasou devido a aspectos burocráticos em Brasília. Foi preciso contar com a anuência do TCU (Tribunal de Contas da União) e também com a revisão da ANAC e da Secretaria Nacional de Aviação Civil.

Algumas Palavras

A notícia do monotrilho é muito bem-vinda! Foi frustrante ver a construção da linha da CPTM até o Aeroporto de Guarulhos e posteriormente descobrir que ela pararia a 2 km dos terminais, obrigando os passageiros a pegarem um ônibus após desembarcarem do trem, o que com malas se torna uma tarefa desgastante.

 

Fonte: Pontos e Viagens

Data: 13/01/2021