Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

ALL investe R$5 milhões em meio ambiente

30.08.2007 | | ABIFER News

Reconhecida como a maior operadora logística da América Latina, a ALL (Bovespa: ALLL11) possui uma série de projetos com a finalidade de reduzir o impacto no Meio Ambiente e, ao mesmo tempo, aumentar a conscientização ambiental de crianças e colaboradores. As ações vão desde passeios de trem com aulas de educação ambiental até a construção de modernas estações de tratamento de efluentes. Somente neste ano, a companhia investirá cerca de R$ 5 milhões nessas ações – o maior índice desde a privatização, em 1997. Entre os principais projetos da companhia estão o Trem Ambiental, iniciativa que leva educação e conscientização ambiental para crianças de escolas próximas à malha ferroviária, a aquisição de florestas de eucalipto para suprir o fornecimento de dormentes em madeira reflorestável, a construção e manutenção das estações de tratamento de efluentes (derivados de lavagem de vagões e locomotivas), e a construção de centrais de separação de resíduos. A ALL também possui um viveiro florestal com produção de mudas de espécies nativas, o que promove o plantio de árvores, a recuperação de áreas degradadas e a reutilização da água da chuva. A preocupação ambiental começa em cada uma de suas Unidades de Produção, onde o lixo é inteiramente reciclado. O colaborador da ALL vivencia em seu dia-a-dia a separação dos lixos do escritório e faz disso um hábito, inclusive em sua casa. A reciclagem é um dos itens avaliados em auditorias que acontecem durante o ano na empresa. “Agindo com boas práticas, a companhia pretende se enquadrar na legislação ambiental vigente e contribuir para a comunidade local e o meio ambiente”, afirma Durval Nascimento Neto, Gerente de Meio Ambiente da ALL. TREM AMBIENTALO Projeto Trem Ambiental começou há dois anos e utilizava, na época, vagões de passageiros alugados. Desde 2006 o projeto tem o seu próprio vagão, todo personalizado com temas ambientais. Em 2007, o vagão ganhou nova pintura, com grafites de temas relacionados à natureza. Toda a pintura, interna e externa, do vagão ficou a cargo de professores e alunos da Fundação Cultural de Curitiba. Somente para o ano de 2007, o vagão recebeu um investimento de cerca de R$ 80 mil. Ao todo, a ALL já investiu mais de R$ 200 mil nesse projeto. Durante as viagens às crianças, além de terem contato com um meio de transporte que provavelmente nunca tiverem a oportunidade de conhecer, assistem a aulas sobre educação ambiental e recebem informações sobre segurança em ferrovia e em cruzamentos férreos. “Além de participarem de uma ação educativa, as crianças estão mais atentas às questões ambientais e de segurança. Elas assimilam e participam ativamente das atividades”, revela a Educadora Ambiental Renata Ramalho, coordenadora do projeto. O Trem Ambiental visa sensibilizar crianças quanto à preservação do meio ambiente e cidadania e atende às comunidades próximas à malha da ALL no Brasil, que abrange os estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Desde o início de 2007 á foram realizados 37 passeios. No total, cerca de 1660 crianças já foram beneficiadas. A expectativa é de que sejam realizados, no mínimo, mais 25 passeios até o final deste ano. Desde 2005 o Trem Ambiental já recebeu cerca de 2.000 crianças e a estimativa para 2007 são, pelo menos, atender mais 3.000 crianças, em um total de 62 passeios.ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE EFLUENTESOs sistemas de tratamento de efluentes da ALL são de dois tipos. Um deles são as ETEs – Estações de Tratamento de Efluentes com tratamento físico, químico e biológico, com estações localizadas em Curitiba, Paratinga, Maringá e Ponta Grossa. Existem também os sistemas de SAO – Separadores de Água e Óleo, que tem como finalidade purificar a água proveniente da lavagem das locomotivas, e que estão localizados nas Oficinas de Locomotivas de Bauru, Araraquara, Três Lagoas, Campo Grande, Corumbá, Santos, Sorocaba, Apucarana, Curitiba, Ponta Grossa, Mafra, Canoas, Santa Maria e Cacequi. As plantas das ETE´s foram projetadas para reutilizar a água para lavagem de vagões, o que proporciona uma redução de custo de 90% no caso de Desvio Ribas, em Ponta Grossa, e de 70%, em Maringá. FLORESTAS DE DORMENTESA ALL comprou três florestas de eucalipto para abastecimento próprio de dormentes. A capacidade total de produção é de 1,5 milhão de dormentes, atendendo 50% de sua necessidade por 3 anos. O consumo anual da ALL é de 700 mil dormentes. Para os anos seguintes, a empresa planeja comprar novas florestas, e desse modo manter ou ampliar participação da produção própria no consumo de dormentes. As florestas atuais estão localizadas em Alegrete, Cacequi e São Gabriel, no Rio Grande do Sul,com um total de 590 hectares. “Pelo fato de o eucalipto ser uma árvore exótica de reflorestamento, o dormente produzido com este tipo de madeira, além de ter um custo menor, substitui os dormentes feitos a partir de árvores nativas centenárias. Assim, a ALL contribui para a preservação do meio ambiente ao mesmo tempo em que se protege de possíveis altas nos preços do mercado”, afirmam Adir Benato e Miguel Catarentuzk, responsáveis pelo projeto das florestas de dormentes na ALL. PRONTO ATENDIMENTO AMBIENTAL EM CASO DE INCIDENTESUma das principais ações da empresa, para evitar danos causados por eventuais acidentes com derramamento de produtos químicos, foi a elaboração de um Plano de Atendimento Emergencial, aprovado pelos principais órgãos ambientais. Para atendimento a acidentes, a ALL possui nove bases de apoio em pontos estratégicos de sua malha. Essas bases operam em tempo integral e dispõem de todo o material necessário para a contenção de produtos químicos. A empresa conta ainda com assistência 24 horas em todo o Brasil, prestada por duas empresas especializadas em acidentes com cargas perigosas. Para garantir eficácia e agilidade no atendimento de acidentes com possíveis danos ao meio ambiente, a ALL possui uma brigada ambiental que faz simulados de emergências, com participação dos órgãos ambientais. Técnicos de segurança e supervisores de cada Unidade de Produção formam grupos de pessoas responsáveis pelos cuidados ao meio ambiente. Todos os colaboradores que assumem essa posição passam por constantes treinamentos, onde conhecem as medidas de proteção ao meio ambiente. Em todos os estados onde atua, a empresa firma parceria com entidades governamentais e está de acordo com todas as exigências dos órgãos públicos ligados ao meio ambiente. Com essas preocupações, a ALL foi a primeira ferrovia a receber a licença ambiental do IBAMA nos estados do Paraná e Santa Catarina. Além disso, já estão em processo de certificação as licenças nos demais estados onde a companhia atua.