Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Alstom tenta quebrar recorde mundial de velocidade

02.04.2007 | | ABIFER News

A Alstom tenta marcar mais um capítulo na história do transporte ferroviário. É que na próxima terça-feira (3) a fabricante francesa apresenta ao mundo o V150, trem com o qual pretende quebrar o recorde mundial de velocidade ferroviária.Recorde – Na verdade trata-se do mais novo TGV (train à grande vitesse/trem de alta velocidade) da Alstom. Com o V150, tendo como palco a cidade francesa de La Rochelle, nas cercanias de Paris, busca alcançar a incrível velocidade de 540 km/h.A iniciativa, desenvolvida em conjunto com a Réseau Ferré e a SNCF, órgãos responsáveis pela administração da malha viária francesa, integra o Programa de Excelência Francesa em Transporte Ferrroviário de Altíssima Velocidade. Trata-se ainda da última fase do projeto, para testar, medir e validar o comportamento aerodinâmico e a estabilidade do trem, seus truques (conjuntos de eixos e rodas), capacidade do agrupamento de correntes, qualidade do contato roda-trilho, comportamento do novo equipamento de tração e dos trilhos, túneis, pontes e catenária (linha de contato que fornece energia ao trem).Para tentar alcançar a velocidade pretendida, além de obter qualidade, aerodinâmica e potência excepcionais, foram necessárias adaptações na infra-estrutura da chamada LGV (Ligne à Grande Vitesse/linha de alta velocidade), e até nos materiais utilizados. Entre elas, cuidado preventivo dos trilhos, ajustes na voltagem e medições da catenária para reduzir a resistência de rolamento.Máquina – O desenvolvimento e a construção da máquina, que pode atingir uma potência de 19,6 megawatts (mais de 25 mil cv) em comparação aos 9,3 megawatts (12,5 mil cv) de um TGV convencional, exigiu da fabricante 14 meses de árduo trabalho. Para se ter uma idéia, envolveu 100 engenheiros e técnicos. Além disso, mais de 200 horas de ensaios permitiram a realização de 40 testes em apenas sete semanas – a velocidades superiores a 450 km/h e por uma distância de mais de 3,2 mil quilômetros.O novo TGV da Alstom é composto de dois carros de potência POS2, três carros double-deck de TGVTM Duplex e três truques motorizados de AGVTM. O modelo que vai tentar quebrar o recorde foi totalmente preparado para a ocasião: envolvido por um “jato de cromo” sobre um fundo preto, evoca o mundo da mais alta tecnologia, alto desempenho e velocidade absoluta.História – No final do ano passado, a Alstom comemorou os 25 anos do TGV. Trata-se de um dos símbolos nacionais da França, que teve um impacto considerável nos meios de transporte do continente europeu.O TGV chegou a Europa em 1981, com a então impressionante velocidade de serviço de 260 km/h. Hoje, atinge velocidade média de 320 km/h. Nestes 25 anos foram vendidas mais de 560 unidades do trem de alta velocidade, que é fabricado pela francesa Alstom e marca registrada da SNCF, empresa pública de transporte ferroviário da França.Hoje, a França tem aproximadamente 1,2 mil quilômetros de linhas para o trem de alta velocidade. São as chamadas LGVs, construídas ao longo dos últimos 20 anos.O desafio agora é atingir velocidades operacionais de 360km/h, quebrando a barreira dos mil quilômetros em 3 horas. Com isso, uma viagem de Paris a Toulouse, na França, por exemplo, poderia ser realizada em apenas 2h30 contra as atuais 5h. Já o trajeto de Moscou a Saint-Petersburg, na Rússia, atualmente de 8 horas, poderia ser realizada em apenas 2h30.