Av. Paulista, 1313 - 8º andar - conjunto 801 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Concessionária do VLT pede rescisão do contrato

09.07.2019 | | Notícias do Mercado

O VLT Carioca, concessionária do Veículo Leve sobre Trilhos, entrou na Justiça, 03/07, com o pedido de rescisão do contrato de concessão. A solicitação seria fruto da inadimplência e do descumprimento do contrato por parte da Prefeitura do Rio, que já dura mais de um ano. Com o pagamento interrompido desde maio de 2018 essa dívida hoje ultrapassa os R$ 150 milhões.

 

A Concessionária diz que desde dezembro de 2018 tenta negociar com a Prefeitura pendências financeiras que impediam a circulação da linha 3, último trecho do sistema, que liga a Central do Brasil ao Santos Dumont. Sem chegar a um acerto, o VLT negociou com seus fornecedores e solicitou autorização para operar o trecho em 9 de maio. O pedido segue sem resposta.

 

O VLT já teria se colocado à disposição para revisar a demanda contratual em diversas oportunidades. A proposta foi, inclusive, oficializada em carta, que não teria tido retorno. Vale lembrar que Crivella já disse que o VLT era uma porcaria, mostrando não ter nenhum interesse nesse modal que recebe elogio da maioria de seus usuários.

 

A Concessionária também se pronunciou lamentando que um investimento deste porte realizado na mobilidade urbana da cidade, vital para o desenvolvimento da região portuária e que conecta todos os modais da região central de forma sustentável, não seja valorizado.

 

E se o VLT parar, o que sobrará para Crivella fazer? O modal se tornou vital para o Centro do Rio, e leva 80 mil passageiros diários. Os quais poderiam chegar a 150 mil, se o atual prefeito permitisse a inauguração da Linha 3. Não é por acaso que o sistema de transportes do Rio é pior até que o de Marrocos, como mostrou Bruno Kazuhiro no vídeo:

 

Fonte: Diário do Rio

Data: 05/07/2019