Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

CPTM contrata por R$ 9,5 milhões consórcio que fará supervisão de projetos da extensão da Linha 13-Jade até a Barra Funda

30.09.2021 | | Notícias do Mercado

Fonte: Diário do Transporte
Data: 30/09/2021

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) assinou o contrato de prestação de serviços especializados de engenharia e arquitetura que fará a supervisão dos projetos e o acompanhamento durante a execução das obras e serviços de extensão da Linha 13-Jade até a estação Palmeiras-Barra Funda.

Pelo valor de R$ 9,5 milhões (R$ 9.531.472,00), com base Junho/2021, o contratado foi o Consórcio SPL13, pelo prazo de vigência de 36 meses.

O Consórcio SPL13 é formado pelas empresas Planservi Engenharia Ltda, Progetto Engenharia Ltda e a Empresa Brasileira de Engenharia de Infraestrutura Ltda.

O Extrato do Contrato foi publicado na edição do Diário Oficial desta quinta-feira, 30 de setembro de 2021.

Como mostrou o Diário do Transporte, no dia 05 de agosto a Companhia assinou outro contrato, no valor de R$ 158 milhões, para as obras do prolongamento da linha 13-Jade para a Barra Funda. O prazo para a conclusão das obras é de 36 meses.

O Contrato foi assinado com o Consórcio Telar – Gros – Sprail Linha 13, composto pelas empresas Telar Engenharia e Comércio S.A., Gros Engenharia Eireli e Sprail Serviços Ferroviários Ltda.

A CPTM realizou ainda outra licitação, esta voltada para a supervisão das obras de expansão.  A melhor proposta foi do Consórcio Supervisão Linha 13-Cem (COBRAPE – Cia Brasileira de Projetos e Empreendimento, Nova Engevix Engenharia e Projetos S.A. e a Metroeng Engenharia Ltda).

Com os três contratos vigentes, o prolongamento da Linha 13 até o centro da capital ganha celeridade.

A Companhia de trens explica que a Linha 13-Jade foi concebida para conectar o segundo município mais populoso do estado, Guarulhos, à capital de São Paulo por meio de sistema ferroviário, contemplando o Aeroporto Internacional de Cumbica. No entanto, para chegar até a região central pelo serviço convencional, excluindo da menção o Expresso Aeroporto, o passageiro precisa se deslocar até a estação Brás e de lá seguir até Engenheiro Goulart ou vice-versa, para então usar de fato a linha 13, o que é desconfortável para o passageiro.

Com as obras finalizadas, o que se espera é uma melhor integração da Linha 13-Jade ao sistema metroviário de São Paulo, oferecendo mais conforto aos passageiros.

Isso porque parte da demanda de passageiros da linha 12 deverá passar para a linha 13 Jade a partir de Barra Funda ou Luz. Outra consequência será uma agilidade da passagem da linha Jade até seu trecho exclusivo, uma vez que entre Palmeiras-Barra Funda e Engenheiro Goulart ela utilizará as vias da Linha 11-Coral.