Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

CPTM é pioneira na utilização da rede Gigabit no tráfego ferroviário

10.03.2006 | | Não categorizado

A CPTM é a primeira empresa brasileira de transporte sobre trilhos a incorporar ao controle de tráfego ferroviário a rede Gigabit Ethernet para transmissão de dados e voz. Trata-se de um moderno sistema de banda larga, interligado por cabos de fibra óptica [STO], com capacidade para transferir informações de telecomunicações, sinalização, sonorização, rede informatizada e CFTV [Circuito Fechado de TV] a uma velocidade de 1.000 Megabytes por segundo. Com essa tecnologia de ponta, a CPTM cria uma WAN [Wide Area Network, ou Rede de Longa Distância], integrando seus diversos sistemas no novo CCO [Centro de Controle Operacional] Unificado do Brás, que deve entrar em operação em outubro. Os cabos de fibra óptica interligarão conjuntos de equipamentos, como multiplexadores [para sinalização], switches [chaves] e codecs [codificadores], instalados no Brás, Luz, Presidente Altino, Barra Funda e demais pontos estratégicos. Com isso, a empresa terá uma espécie de “artéria principal“ para o tráfego de dados e voz utilizados na melhoria da prestação de serviços. Além do comando centralizado, o STO funcionará como uma via rápida, robusta e segura entre esses quatro pontos principais, além de proporcionar significativa redução de custos com telecomunicações. Uma evolução da Internet, a rede Gigabit Ethernet também permite expandir e agregar novos recursos, como a realização de videoconferências e telefonia via VoIP. O compartilhamento de transmissão pelo mesmo cabo de fibra óptica acontecerá em canais específicos – um para dados, um para voz e outro para sinalização. No caso das 769 câmeras do CFTV da CPTM, presentes em 83 estações comerciais, haverá um cabo exclusivo para a transferência de imagens. A utilização de codecs – tanto nas estações, como no CCO Unificado – para codificação e decodificação permitirá o tráfego dessas imagens. O mesmo cabo do circuito interno compartilhará a transmissão de som e avisos ao público nas estações, de maneira centralizada. O novo sistema de transmissão de dados da CPTM foi fornecido pela Alstom, junto com a Tyco.