Av. Paulista, 1313 - 8º andar - conjunto 801 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Doria e Baldy recebem nesta sexta ministro que autorizará liberação de recursos para obra de extensão da Linha 9-Esmeralda

17.01.2020 | | Notícias do Mercado

Valor de R$ 152 milhões foi anunciado pelo ministro Gustavo Canuto nesta semana; Solenidade será nas obras da estação Mendes

 

Uma das escadas de acesso às plataformas. Ao lado terá escada rolante. Foto: Adamo Bazani

O Governador do Estado de São Paulo, João Doria, e o Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, receberão nesta sexta-feira, 17 de janeiro de 2020, o ministro do Desenvolvimento Regional do governo Bolsonaro, Gustavo Canuto, para assinatura de liberação dos recursos para as obras da Estação e Terminal Varginha, da linha 9 – Esmeralda.

Como mostrou o Diário do Transporte, o Ministério do Desenvolvimento Regional anunciou nesta semana que fará repasse de R$ 151,7 milhões para as obras de prolongamento da Linha 9 da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

O convite para a assinatura foi recebido pela redação do Diário do Transporte e consta a presença das autoridades. Confira:

linha 9

 

ATRASOS

Após sucessão de atrasos, o Governo do Estado prometeu em abril de 2018 que a obra de extensão ferroviária da linha 9-Esmeralda, trecho entre as estações Grajaú e Varginha, estaria concluída no segundo semestre de 2019.

As obras começaram a ser feitas pelo Estado em 2013 e deveriam ter ficado prontas em 2015, porém foram paralisadas por falta de dinheiro. Em 2016, o Governo divulgou que a conclusão das intervenções seria no segundo semestre de 2018.

No dia 17 de abril de 2018 o Governador Márcio França anunciou a retomada das obras de extensão da linha até Varginha, prevendo que o trajeto estendido entraria em operação no segundo semestre de 2019.

Na época do anúncio do Governo, o edital de obras complementares do lote 1 já havia sido publicado, no dia 3 de abril, com a previsão de que os serviços começassem já no segundo semestre de 2018.

Também estava prevista a construção das duas novas estações (Mendes-Vila Natal e Varginha). Segundo a CPTM, as obras iriam atender moradores do extremo sul de São Paulo: Grajaú, Estrada dos Mendes, Varginha, Vila Natal, Jardim Icaraí, Jardim São Bernardo e Conjunto Residencial Palmares.

As intervenções preveem o prolongamento do ramal em 4,5 km e a criação de duas estações, Vila Natal e Varginha. Também estava prevista a construção de quatro viadutos. O maior deles com 94,5 metros de extensão que fará a transposição sobre a Avenida Paulo Guilguer Reimberg, em Varginha.

A Linha 9-Esmeralda (Osasco-Grajaú) transporta atualmente cerca de 620 mil usuários por dia útil. Com a ampliação de 4,5 km entre Grajaú e Varginha, a projeção da CPTM é de que sejam acrescentados à linha 110 mil usuários atendidos pelo futuro trecho.

A Linha 9-Esmeralda tem conexão com o Metrô nas estações Santo Amaro (Linha 5-Lilás) e Pinheiros (Linha 4-Amarela) e com a Linha 8-Diamante da própria CPTM, nas estações Osasco e Presidente Altino. Também há integração com ônibus nas estações Grajaú, Jurubatuba, Santo Amaro, Morumbi, Berrini, Pinheiros e Osasco.

 

OBRAS

Como mostrou o Diário do Transporte, o começo das obras de construção da Estação Varginha e do terminal de ônibus municipal, integrado ao empreendimento, foi anunciado na manhã do dia 11 de maio de 2019, por uma comitiva de autoridades do Estado e da prefeitura.

A previsão de término das obras era 2021, e a estação faz parte da expansão da Linha 9 que interliga Osasco até o extremo sul de São Paulo. Além das estações Mendes-Vila Natal e Varginha, serão construídos quatro viadutos rodoviários, uma passarela sobre a ferrovia e cinco passagens subterrâneas, sendo duas exclusivamente para pedestres.

Antes, no dia 31 de outubro de 2018, a Companhia publicou no Diário Oficial do Estado a homologação da licitação, adjudicação e extrato de contrato referente às obras de complementação da extensão ferroviária da Linha 9, entre as estações Grajaú e Varginha (Lote 1).

O Consórcio vencedor da concorrência, Concrejato-Alberoni e Arruda, assumiu o contrato no valor de R$ 76.391.506,25, com prazo de vigência de 30 meses: 18 meses mais 12 meses para a operação assistida.

Em 11 de janeiro de 2020 o Diário do Transporte esteve em visita técnica às obras do lote 1 e estação Mendes da extensão da Linha 9-Esmeralda.

 

Fonte: Diário do Transporte

Data: 16/01/2020