Av. Paulista, 1313 - 8º andar - conjunto 801 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Gestão Doria terá semestre agitado na área de transporte sobre trilhos

06.08.2019 | | Notícias do Mercado

Diversas promessas feitas no início do mandato do governador serão postas à prova a partir desta semana

 

Se o primeiro semestre de 2019 manteve o clima de eleição nas ações da pasta dos Transportes Metropolitanos, a segunda parte do ano promete revelar se a retórica do governador João Doria possui realmente algum “estofo”. Diversas promessas feitas nos primeiros meses do ano serão colocadas à prova já nesta semana como a reunião com os prefeitos do ABC para detalhar o “plano de mobilidade” para a região, anunciado em julho e que teve como parte mais realista o cancelamento da Linha 18-Bronze de metrô, trocada por um corredor de ônibus.

 

Veja a seguir o calendário com os principais compromissos do governo na área de transporte sobre trilhos:

 

05 de agosto – ida à China em busca de investimento

 

Assim como fez no Reino Unido, Doria embarcou desta vez para a China, onde chega nesta segunda-feira (05) para buscar investimentos para diversos projetos, incluindo parcerias público-privadas para linhas de metrô, trem metropolitano e regional. O governador que atrair empresas para as concessões de linhas da CPTM e Metrô além do TIC, o Trem Intercidades, cuja primeira fase irá de São Paulo à Campinas. Uma das empresas confirmadas na visita é a gigante CRCC, que atua no meio ferroviário e de construção. O desafio aqui é convencer estrangeiros a investir nesses projetos mesmo com dois deles se transformado em enormes fracassos, a Linha 18, cancelada, e a Linha 6, suspensa e sem uma solução anunciada. A busca por recursos privados não se trata apenas de uma preferência de Doria e sim necessidade já que o estado perdeu a capacidade de investimento com a crise econômica nos últimos anos.

 

06 de agosto – reunião com Consórcio Intermunicipal Grande ABC

 

Quando anunciou o fim da Linha 18 no início de julho, o governo prometeu detalhar os três projetos usados para compensar a má impressão sobre o primeiro cancelamento de uma linha de metrô contratada na história de São Paulo. Na reunião com os prefeitos do ABC, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos afirmou que esclarecerá as dúvidas sobre a implantação do corredor de ônibus BRT entre São Bernardo e a estação Tamanduateí assim como as obras de modernização da Linha 10-Turquesa da CPTM. Mas a grande questão será explicar como o governo Doria pretende tirar do papel a Linha 20-Rosa, de metrô subterrâneo e hoje ainda sem um estudo aprofundado.

 

16 de agosto – abertura das propostas das obras remanescentes da Linha 17-Ouro

 

Postergada por duas semanas, a licitação das obras civis remanescentes da Linha 17-Ouro de monotrilho estão marcadas para o dia 16 de agosto, uma sexta-feira. Se não houver imprevistos, o Metrô selecionará um consórcio que terá a missão de resolver várias pendências deixadas no ramal, que teve as obras iniciadas em 2012.

 

15 de setembro – abertura das propostas para sistemas e trens de monotrilho da Linha 17-Ouro

 

Se não houver atrasos, o que é provável, o Metrô escolherá o novo fornecedor dos trens de monotrilho da Linha 17 assim como a empresa que instalará todos os sistemas do ramal. Os trabalhos devem durar até pelo menos 2023.

 

Setembro – início das obras do “people mover” do Aeroporto de Guarulhos

 

Embora não seja uma atribuição do governo do estado, foi Doria que costurou o acordo entre o governo federal e a GRU Airport, concessionária que administra o aeroporto de Guarulhos para a implantação de um “people mover” que o ligará a Linha 13-Jade. No entando, o governador sempre que possível aponta os prazos da obra que deverá começar já no mês que vem e ser concluída em 2021. Até aqui, no entanto, não houve sinal do que a GRU está fazendo além do fato de a empresa ter recebido vários interessados no projeto.

 

Até dezembro – licitação para a extensão da Linha 5-Lilás até Jardim Ângela

 

A extensão da Linha 5 até Jardim Ângela, com mais três estações, passou a figurar entre as promessas de Doria, embora hoje só exista um projeto funcional. Anteriormente, o governo havia dito que pretendia contratar estudos mais aprofundados sobre a obra, mas durante a abertura do segundo acesso da estação Oscar Freire, o governador prometeu novamente que licitará o trecho até o final de 2019. Não se sabe exatamente o que ele pretende nem como viabilizar o investimento até o momento.

 

Até dezembro – anúncio da extensão da Linha 2-Verde até Guarulhos

 

Cobrado pelo prefeito do município mais populoso do estado, com exceção da capital, João Doria prometeu anunciar as obras da Linha 2-Verde entre Penha e Guarulhos ainda em 2019. Até o momento, o governo confirmou apenas o trecho entre Vila Prudente e Penha e que deverá ter obras iniciadas em 2020.

 

Até dezembro – solução para o impasse da Linha 6-Laranja

 

Doria tem dito frequentemente que resolverá o imbróglio da Linha 6-Laranja de metrô, cujas obras estão paradas há quase três anos. O governo tenta encontrar interessados por assumir o lugar do consórcio Move São Paulo, afetado pela operação Lava Jato. Além disso, estuda-se a desapropriação do projeto de forma que seria possível repassá-la novamente para outras empresas. Até hoje, no entanto, nenhum hipótese mais clara foi revelada.

 

Até dezembro – entregar quatro estações da Linha 15-Prata

 

É a meta mais palpável entre tantas. As obras foram retomadas no início do ano e ao menos uma delas, a estação Jardim Planalto, deve ser entregue antes do fim do ano. As demais podem acabar sendo concluídas no início de 2020.

 

Até dezembro – nova licitação de trens da CPTM

 

Comentada pelo governo há algum tempo, uma nova encomenda de trens para a CPTM deve ser lançada ainda em 2019. Ela contempla 34 composições que serão usadas prioritariamente na Linha 10-Turquesa.

 

Até dezembro – entrega dos oito trens da Série 2500 da Linha 13-Jade

 

Com o primeiro trem produzido pela chinesa CRRC a caminho do Brasil, a CPTM pretende receber os outros sete até o final do ano. É o que o governador e seu secretário afirmaram m várias ocasiões.

 

Até dezembro – edital de concessão das linhas 8 e 9 da CPTM

 

Atualmente sendo modelada para ser apresentada em audiências públicas, a concessão das linhas 8 e 9 da CPTM deverá ter seu edital lançado este ano, afirmou o governo.

 

Até dezembro – obras da estação João Dias, da Linha 9-Esmeralda

 

A CPTM confirmou que as obras da estação João Dias deverão ser iniciadas em 2019. Bancada pela empresa Tegra, a nova parada da Linha 9 levará três anos para ficar pronta.

 

Fonte: MetroCPTM

Data: 05/08/2019