Av. Paulista, 1313 - 8º andar - conjunto 801 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Governo prevê colocar trens de Série 2500 em operação em dezembro

10.09.2019 | | Notícias do Mercado

Primeira das oito composições adquiridas pela CPTM para serem usadas na Linha 13-Jade chegou ao Brasil na quinta-feira

 

A caminho do Oficina de Presidente Altino, em Osasco, o primeiro trem da Série 2500 fabricado pela chinesa CRRC-Sifang deve entrar em operação em dezembro, prevê o secretário Alexandre Baldy, dos Transportes Metropolitanos. A composição que será usada com exclusividade na Linha 13-Jade chegou ao Brasil na quarta-feira (04) após 76 dias de viagem desde a China.

 

Os oito vagões foram içados do navio no dia seguinte e preparados para serem levados de caminhão pela rodovia dos Imigrantes até o pátio da CPTM, onde passarão por testes nos próximos três meses. Caso a previsão de Baldy se confirme, será um período curto de testes se comparado à Série 8500 fabricada pela CAF que entregou o primeiro trem em julho de 2015, mas passou a prestar serviço um ano depois na Linha 11-Coral.

 

A entrada em operação do Série 2500 deve pôr fim ao rodízio de trens que a CPTM implementou no novo ramal, aberto em março do ano passado. Na estréia do serviço e ainda sem a parte de sinalização concluída, a companhia deslocou alguns Série 9500 fabricados pela Rotem para dar conta das primeiras viagens. No entanto, quando iniciou os serviços expressos Connect Airport Express, foi preciso trocar as composições pela Série 9000, produzida pela Alstom e que possui sistema de sinalização compatível com o trecho usado das linhas 11 e 12.

 

Até hoje, a Linha 13 opera com intervalos bastante altos por conta do sistema de sinalização fornecido pela Siemens e pela frota reduzida de trens. Em 2020, já com boa parte da Série 2500 operacional, o ramal, que liga a região do Aeroporto de Guarulhos com a estação Engenheiro Goulart, poderá oferecer mais viagens e atrair mais passageiros.

 

No último relatório mais recente da companhia, as três estações da Linha 13 apresentaram crescimento na demanda se comparado à janeiro deste ano. Engenheiro Goulart e Aeroporto Guarulhos ampliaram seu público em 24% enquanto CECAP Guarulhos teve aumento de 41% até setembro. Ainda assim, elas atendem pouco passageiros diante da capacidade esperada, algo que deve começar a mudar no ano que vem e sobretudo quando a modernização das vias e sinalização permitir que os intervalos sejam reduzidos no trecho entre Engenheiro Goulart e Brás.

 

Fonte: Metrô CPTM

Data: 07/09/2019