Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Impactos da Ferrogrão serão discutidos em audiência nesta quarta-feira

24.04.2018 | | Não categorizado

Os impactos da construção da EF 170 (Ferrogrão) sobre o desenvolvimento regional e sobre a população afetada pela ferrovia serão debatidos em audiência pública conjunta da Comissão de Serviço e Infraestrutura (CI) e da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) nesta quarta-feira (25).

A iniciativa é do senador Paulo Rocha (PT-PA), que quer debater também a falta de mecanismos de participação da população dos municípios diretamente afetados no processo de consulta da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

A EF-170 vai consolidar o novo corredor ferroviário de exportação do Brasil pela Região Norte. De acordo com informações do governo federal, a ferrovia terá 933 km de extensão, conectando a região produtora de grãos do Centro-Oeste ao Pará, desembocando no Porto de Miritituba. Estão previstos, também, o ramal de Santarenzinho, entre Itaituba e Santarenzinho, no município de Rurópolis/PA, com 32 km, e o ramal de Itapacurá, com 11 km.

A estimativa do governo federal é de que, em 2020, a demanda total de carga alocada da ferrovia alcance 25 milhões de toneladas, número que poderá chegar a 42,3 milhões de toneladas em 2050. O trecho servirá para o escoamento da produção de milho, soja e farelo de soja do Mato Grosso, prevendo-se ainda o transporte de óleo de soja, fertilizantes, açúcar, etanol e derivados do petróleo.

Para participar do debate, foram convidados o diretor da ANTT, Sérgio de Assis Lobo; a liderança dos Índios Kayapó, cacique Peb Oroti; a presidente do Instituto Ambiental Augusto Leverger, Silvana Dias de Campos; a analista do programa Xingu do Instituto Socioambiental (ISA) Biviany Rojas Garzon, e a defensora pública Daniele Osório. Também estarão presentes representantes do Instituto Raoni e do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Bens do Mata Grosso.

A audiência será realizada em caráter interativo, com a possibilidade de participação popular com comentários ou perguntas.

O debate está marcado para 14h, no plenário 13 da Ala Senador Alexandre Costa.

Fonte: Agência Senado
Data: 24/04/2018