Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Metrô abre mais uma licitação para a linha 20-Rosa (ABC-SP)

14.08.2020 | | Notícias do Mercado

Concorrência é para sondagem de terreno e estruturas. Trajeto deve ligar Santo André a Região da Lapa

 

A Companhia do Metropolitano publicou oficialmente nesta quarta-feira, 12 de agosto de 2020, o aviso de mais uma licitação relacionada à linha 20-Rosa, prevista para ligar a cidade de Santo André (ABC) à futura estação-terminal Santa Marina, na região da Lapa, na zona Oeste da capital paulista.

É a primeira ligação de metrô de fato prevista para a região do ABC. Havia o projeto da linha 18-Bronze, mas esta não seria um metrô e sim um monotrilho, que deve ser substituído por um BRT – sistema de ônibus com maior capacidade e velocidade que corredores comuns.

A concorrência lançada nesta quarta-feira é para sondagem envolvendo solo, superfícies, terrenos e estruturas ao longo da linha.

O edital vai ser disponibilizado ainda nesta quarta-feira e a entrega das propostas é prevista para o dia 29 de setembro de 2020.

Como mostrou o Diário do Transporte, no final de julho, o Metrô selecionou para elaborar o anteprojeto funcional da linha Consórcio GPO-Geocompany-Geotec (GPO Sistran Engenharia ltda; Geocompany Tecnologia Engenharia e Meio Ambiente Ltda e Geotec Consultoria Ambiental ltda). Relembre.

Uma linha de Metrô envolve várias licitações para diferentes tipos de serviços.

LINHA 20:

A linha 20-Rosa deve ter 31 km de extensão e 24 estações

Será a primeira ligação de metrô de fato prevista para a região do ABC. Havia o projeto da linha 18-Bronze, mas esta não seria um metrô e sim um monotrilho, que deve ser substituído por um BRT – sistema de ônibus com maior capacidade e velocidade que corredores comuns.

O trajeto deve contemplar as centralidades da Lapa, Pinheiros, Itaim Bibi, Vila Olímpia, Moema, Cursino, Rudge Ramos (São Bernardo do Campo) e Santo André.

A linha será interligada com sistemas de ônibus municipais, ônibus metropolitanos, Corredor de Ônibus e Trólebus ABD, linhas da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e outras linhas de Metrô. O trajeto não contempla integração direta com monotrilho.

  • 6-Laranja;
  • 10-Turquesa;
  • 1-Azul;
  • 5-Lilás;
  • 19-Celeste;
  • 22-Bordô;
  • 4-Amarela;
  • 2-Verde;
  • 7-Rubi, e
  • 8-Diamante.

Estes locais obrigatoriamente deverão prever estações de integração da Linha 20-Rosa com as linhas relacionadas.

Serão também atendidos diversos corredores viários por onde circula grande volume de linhas de ônibus, tais como:

  • Corredor de ônibus Pirituba/Lapa/Centro;
  • Rua Cerro-Corá;
  • Avenida Pedroso de Morais;
  • Binário formado pelas ruas Teodoro Sampaio e Cardeal Arcoverde;
  • Corredor de ônibus Campo Limpo/ Rebouças/ Centro;
  • Avenida Brigadeiro Faria Lima;
  • Corredor de ônibus Cidade Jardim/ Nove de Julho;
  • Corredor de ônibus Santo Amaro/ Nove de Julho/ Centro;
  • Corredor de ônibus José Diniz/ Ibirapuera/ Santa Cruz;
  • Avenida do Cursino;
  • Avenida Doutor Rudge Ramos;
  • Avenida Lauro Gomes;
  • Avenida Presidente Kennedy;
  • Avenida dos Estados;
  • Corredor ABD, e
  • Rodovias dos Imigrantes e Anchieta.

As estações da Linha 20-Rosa que estiverem próximas dos eixos de transporte acima deverão prever, em seus projetos, suficientes para a integração entre os modos, bem como as intervenções necessárias no viário (pedestres e leito carroçável) para o cumprimento das funcionalidades previstas para a linha. A Figura 3 apresenta os principais eixos de transporte a serem atendidos pela Linha 20-Rosa.

O Edital aponta ainda que na área de influência direta da Linha 20-Rosa vivem cerca de 1 milhão de pessoas e existem também 1 milhão de empregos.

Diariamente, estima-se que a Linha 20-Rosa transportará cerca de 1 milhão de passageiros quando totalmente concluída. Por ser uma linha perimetral, de caráter distribuidor, nos horários de pico apresenta um carregamento máximo de cerca de 32 mil passageiros por hora no sentido mais carregado.

O modo escolhido para esta ligação é o metrô convencional.

A conexão feita pela Linha 20 entre as linhas 10-Turquesa, 1-Azul, 5-Lilás, 4-Amarela e demais linhas oferecerá a população de sua área de influência novas opções de deslocamento, ampliando e melhorando sensivelmente as condições de mobilidade na região.

Fazem parte dos estudos sobre a Linha 20-Rosa, a previsão de locais para pátio de manutenção, teste e estacionamento de trens, bem como áreas para manobra e estacionamento de trens ao longo da linha e as possibilidades de faseamento de implantação.

 

Fonte: Diário do Transporte

Data: 12/08/2020