Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Norte-Sul Lula entrega novo trecho de ferrovia

21.05.2007 | | ABIFER News

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva inaugurou trecho de 153 km da Ferrovia Norte-Sul, que liga as cidades de Aguiarnópolis a Araguaína, ambas no Estado do Tocantins. Até o momento, quase R$ 460 milhões foram investidos na obra. A ferrovia faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e interligará o Norte ao Sul do País, passando pelos Estados do Maranhão, Tocantins, Goiás e Pará, envolvendo 5 mil km de ferrovias privadas. A estimativa do governo federal é de investir aproximadamente R$ 2,5 bilhões em toda a obra, que deve estar pronta em 2010.Acompanhado de Juquinha das Neves, presidente da Valec Engenharia, Construção e Ferrovias S.A – empresa que detém a concessão da construção da Norte-Sul – e do governador do Tocantis, Marcelo Miranda (PMDB), Lula percorreu, em um trem da Companhia Vale do Rio Doce, os 50 km que ligam a cidade de Babasulândia (TO) ao pátio de Araguaína. Na inauguração, o presidente ressaltou que a Norte-Sul é mais do que um sonho que se torna realidade. Ele lembrou que no governo Sarney a obra foi considerada faraônica. “Diziam que não ligaria nada a lugar nenhum.” Lula frisou que, de 1987 a 2003, foram construídos 14 km da ferrovia e que, no seu governo, em dois anos e meio, 300 km.Marcelo Miranda ressaltou que a Norte-Sul é mais do que uma grande obra, é a certeza de mais progresso, riqueza, emprego, negócio, dinheiro e comida para todo o povo tocantinense. “Com nosso trabalho e em parceria com o governo federal, seremos, em breve, o novo oásis brasileiro”, frisou o governador.MP – Juquinha das Neves informou que a assinatura de medida provisória por parte do governo Federal garantiu recursos para a construção de mais 164 km da obra, trecho que ligará Araguaína a Guaraí (TO). Segundo ele, até 2008, a ferrovia chegará a Palmas. O trecho tocantinense inaugurado ontem permitirá o transporte de grãos e farelos, fertilizantes e adubos, óleo e soja, álcool, derivados de petróleo, açúcar, algodão e cimento.O traçado inicial da Ferrovia Norte-Sul previa a construção de 1.550 km de trilhos. Posteriormente, foi incorporado o trecho Açailândia-Belém. A ferrovia terá, quando concluída, 1.980 km de extensão. A obra foi projetada para promover a integração nacional, minimizando custos de transporte de longa distância. Em 2006, o volume transportado pela Norte-Sul foi de 1 bilhão e 600 mil toneladas.Para Juquinha da Neves, a integração ferroviária das regiões brasileiras será o grande agente uniformizador do crescimento auto-sustentável do País. Ela possibilitará a ocupação econômica e social do Cerrado brasileiro – com uma área de aproximadamente 1,8 milhão de km, correspondendo a 21,84% da área territorial do País, onde vive 15,51% da população brasileira.Goiás – A Norte-Sul no Estado terá 427 km de extensão. Está sendo construído o trecho Anápolis-Ouro Verde de Goiás, com 40 km. Com a sua implantação, Juquinha espera trazer para os goianos os mesmos benefícios socioeconômicos já gerados no Maranhão, tais como a geração de emprego, a promoção do desenvolvimento sustentável e a melhoria da qualidade de vida.Para a construção do trecho goiano Ouro-Verde-Santa Isabel, com 123 km, e de Santa Isabel-Uruaçu, com 105 km, estão previstos recursos provenientes de uma subconcessão. Ainda para Goiás, está prevista a liberação de verba através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para a construção de trecho que liga Anápolis a Uruaçu, que fica pronto no próximo ano.