Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Prefeito Hélio defende ligação férrea com o Rio

21.05.2007 | | ABIFER News

O prefeito de Campinas, Hélio de Oliveira Santos (PDT), acredita que uma ligação do Interior de São Paulo com a Capital fluminense seria o ideal para incrementar a forma de transporte de passageiros e fomentar a intermodalidade dos setores terrestre e aéreo. “Há o projeto de ligação entre São Paulo e Rio de Janeiro, que poderá chegar até Campinas. Esse trem ligaria o Interior até a Capital e também ao Rio de Janeiro. Seria uma forma de colaborar ainda com o sistema aéreo, já que muitas pessoas utilizam a ponte aérea Rio-São Paulo”, avaliou. Hélio garantiu que, se houver um projeto viável e consistente sobre essa interligação, irá apresentá-lo ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Um projeto dessa magnitude tem que ser assumido pelo governo federal”, disse. Para o prefeito, há demanda de público por esse tipo de transporte e que ligue grandes centros urbanos como Campinas, Jundiaí, São Paulo e Rio de Janeiro. “O trem irá beneficiar todo o Interior de São Paulo, o Sul de Minas, a RMC, a região de Jundiaí e outras localidades ao longo do trecho em que ele irá passar”, defendeu. (AL/AAN)Secretário alega falta de recursos no OrçamentoO secretário estadual de Desenvolvimento, Alberto Goldman, reforçou a falta de recursos no caixa do governo do Estado, hoje, para implantar o Trem Bandeirante. “Eu diria que, nesse momento, nós não temos estudos que viabilizem esse empreendimento. Isso não quer dizer que, amanhã, estudos em parcerias público-privadas não possam viabilizá-lo”, afirmou o secretário. “Será necessário um investimento elevado. Não há previsão desses recursos no Orçamento deste ano”, salientou.O secretário explicou que, para a iniciativa privada custear todo o empreendimento e explorá-lo, não haverá retorno financeiro que viabilize a iniciativa. “Não há interesse do setor privado sozinho realizar o empreendimento”, disse. Segundo ele, seria necessário um trabalho conjunto entre o setor privado e o governo. “Evidentemente, gostaríamos de realizar isto. Mas não há previsões atuais”, afirmou. O secretário ressaltou que o governo trabalha hoje com prioridades, como a finalização do Rodoanel e o corredor de exportação.Indagado sobre o estudo sobre o Trem Bandeirante já realizado pelo ex-secretário de Transportes Metropolitanos Jurandir Fernandes, Goldman afirmou que “o projeto não foi viabilizado até agora”. “Projeto tem. Tem projetos mais antigos do que o do Jurandir. Projeto é uma coisa, viabilizar o empreendimento é outra. A viabilidade do empreendimento não está até agora demonstrada. O que quero dizer é que, nesse momento, que eu tenha conhecimento, não há viabilidade econômica”, disse.ParceriaGoldman acrescentou que, mesmo para uma parceria público-privada (PPP) não há estudo que mostre a possibilidade de execução do projeto. “Não temos até agora grandes interesses. Não existe um estudo de viabilidade nem de uma PPP, pelo menos nesse momento”, afirmou o secretário.