Av. Paulista, 1313 - 9º Andar - Conjunto 912 (11) 3289-1667 abifer@abifer.org.br
pt-bren

Vale deve investir R$ 613 milhões em obras no Porto de Tubarão e em ferrovia

30.01.2007 | | ABIFER News

Dos US$6,3 bilhões que devem ser investidos pela Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) em 2007, segundo o presidente Roger Agnelli, R$613 milhões serão aplicados no Espírito Santo em obras de ampliação da capacidade do Porto de Tubarão e para a Estrada de Ferro Vitória a Minas, além de manutenção e revitalização do parque industrial.Sem contabilizar as aquisições feitas pela mineradora, esse é o maior orçamento já programado pela empresa. No ano passado, a Vale investiu US$ 26 bilhões, sendo que desse total apenas US$ 3,241 bilhões foi em crescimento orgânico (US$ 2,765 bilhões em projetos e US$ 476 milhões em pesquisa e desenvolvimento).De acordo com a mineradora, o orçamento deste ano representa um aumento de US$ 1,8 bilhão nos investimentos feitos pela companhia em 2006 sem as aquisições no período. A companhia explica que os gastos programados cresceram por conta da consolidação de novas subsidiárias, especialmente a CVRD Inco, que contribui com US$ 1,45 bilhão para o programa de investimentos deste ano.A maior concentração de desembolsos financeiros de alguns projetos de porte significativo já em implantação (Itabiritos, Onça Puma e a expansão das linhas 6 e 7 da Alunorte).Além disso, os investimentos destinados à sustentação das operações existentes foram orçados em US$ 1,698 bilhão. As operações de níquel no Canadá (Ontário e Manitoba) terão um orçamento de US$ 477 milhões, representando 28% do total.Serão investidos US$ 4,636 bilhões em crescimento orgânico, o que corresponde a 73,2% do montante total programado para 2007. Esse valor contém dispêndios de US$ 4,230 bilhões em projetos e US$ 406 milhões em investimentos em pesquisa e desenvolvimento.“O crescimento da economia mundial, a retomada dos investimentos da indústria de mineração e metais, a elevação dos preços de matérias primas e a valorização contra o dólar americano de moedas de países exportadores de produtos minerais, como o real e o dólar canadense, contribuíram para forte alta dos custos de projetos. Os preços de equipamentos e de serviços de engenharia aumentaram de forma substancial desde 2003, o que vem concorrendo para a elevação do custo unitário dos projetos de mineração em todo o mundo. A companhia vem desenvolvendo esforços e iniciativas destinadas a minimizar o impacto dessa alta sobre seus custos de investimento“, diz a Vale em nota.O orçamento deste ano abrange pela primeira vez investimentos programados na subsidiária CVRD Inco Limited, criada após a compra da empresa canadense. Em nota, a empresa informou que “o orçamento, em conjunto com a proposta de pagamento de remuneração ao acionista de US$ 1,65 bilhão para 2007, é consistente com as diretrizes da política financeira da CVRD que prevêem a preservação de um balanço saudável e, mais especificamente, de um nível de alavancagem indicativo de endividamento de baixo risco“.O investimento da Vale foi anunciado pelo presidente Roger Agnelli. A mineradora, neste ano, fará investimento total de US$ 6,3 bilhões, sendo US$ 4,6 bilhões no Brasil. Na oitava usina de pelotização, que será construída no segundo semestre, o investimento será de US$ 554 milhões. No próximo ano, serão mais R$ 700 milhões na construção da Ferrovia Litorânea Sul.